Vem

Com força, anda,

anseio-te dentro de mim,

violentamente,

vorazmente, entra em mim,

entesa-me ainda mais,

salta-me em cima, prende-me, violenta-me,

agarra-me com força e

sem parar, quero gritar,

quero sentir-te, quero-me vir,

faz-me vir já, agora,

cansa-me, esgota-me, satisfaz-me.

E depois repete...

6 comentários:

Nira disse...

Me deixou sem palavras....

Dois Rios disse...

Oi, Lucianna!

Eis a mais pura essência do desejo. Nada falta. Nada sobra. Tudo é pouco.
===
Muito obrigada pela gentileza da sua visita e das suas palavras.

Beijo,
Inês

Sentimentalidades-Todas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sentimentalidades-Todas disse...

E que linda... tanta intensidade, fome e desejo de transcender o corpo e só ser gozo de alma.

Muito bonito e arrebatador o poema.
Parabéns, Luciana!

Abraços,
Mônica

SrtA. L. disse...

Belos textos... adorei vir aqui...

Voltarei novamente e com calma... há tanto o

que se ler!!!

Beijo carinhoso,

;)

AC disse...

Este poema é um grito libertador, um hino ao desejo...

Muito bom!

beijo :)

Obrigada JT.

Obrigada JT.

Obrigada,

Obrigada,
Recebi este selo do blog :eroticamenteincorreto.blogspot.com (vale a visita)

Mais um lindo presente

Mais um lindo presente
Vale a pena conferir seu blog !!!