Me entrego


Entre minhas coxas eu trago
A boca de um grande vulcão
Com o cheiro de meu tesão o embriago
Quando bravio me enterra a espada
Me beija à boca
Me derruba no chão

Dois corpos ardentes rolando em chamas
De quatro erotizo o meu entregar
Sou fêmea
Vagaba
Para o macho que me ama
Em cio me contorço
Sou anjo caído
Mas o faço levitar

5 comentários:

Sentimental ♥ disse...

isso é tesão...

Ângelo disse...

Ei, poeta... Inveja santa batendo aqui! perfeito!
o encerramento (sou anjo caído/mas o faço levitar) carregado na antítese... sem palavras!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Belíssimo casamento de imagem e poesia... ;) Belíssimo também seu espaço... seguindo cá... ;)

Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Oi Lucianna,
Seu erotismo é tocante e muito revelador. Mente sensível, mulher forte.
Adorei,
Mari.

Poeta del Cielo disse...

oi,.. cheguei pasejando no mundo dos blogs y parei pra te leer y encontrei muito sentir en tu blog.. te felicito parabems

permiso pra le seguir y convidala pra me visitar no meu blog... obrigado

Saludos
abracos

Otima semana

Obrigada JT.

Obrigada JT.

Obrigada,

Obrigada,
Recebi este selo do blog :eroticamenteincorreto.blogspot.com (vale a visita)

Mais um lindo presente

Mais um lindo presente
Vale a pena conferir seu blog !!!